» » » E nasce o maior o clube do mundo

E nasce o maior o clube do mundo

postado em: Memórias | 0

Era o ano de 1912, a cidade de Santos já era um dos maiores centros comerciais da América Latina, tinha mais de 75 mil habitantes, já tinha sido apresentada ao futebol 10 anos antes por Henrique Porchat de Assis, o Dick, e precisava de um clube à altura.

Houve um outro “Santos” que não vingou, e, com isso, Raymundo Marques, Mário Ferraz de Campos e Argemiro de Sousa Junior, enviaram, pelo correio, aos comerciantes e estudantes da região a mensagem: Para tratar da fundação de um clube de futebol, queira v.s. comparecer, no dia 14, às 20h, ao salão do Clube Concórdia, à rua do Rosário, nº 10, Santos. 5 de abril de 1912.

E na sede do Clube Concórdia, aproximadamente às 14h de um domingo, no dia 14 de abril de 1912, em Santos, na antiga Rua do Rosário (atual Rua João Pessoa), 39 pessoas se reuniram para fundar um time de futebol. Alguns nomes foram sugeridos: África Footbal Club, Associação Esportiva Brasil e Concórdia Futebol Clube,  mas Antonio de Araújo Cunha disse: “Porque não chamamos nosso clube de Santos Football Club?”. Então, às 22h33, foi fundado o Santos, o primeiro clube paulista a adotar o nome de sua cidade.

A diretoria  era formada por Sizino Patusca (presidente), George Cox (vice-presidente), José G. Martins (1° secretário), Raul Dantas (2° secretário), Leonel Silva (1° tesoureiro) e Dario Frota (2° tesoureiro).

O primeiro jogo aconteceu dois meses após a fundação, mas o Dep. de História do clube só considera que a primeira partida oficial aconteceu em 15 de setembro de 1912, contra o Santos Athletic Club, na Avenida Ana Costa, com vitória de 3×2. Dos mais de 12.000 gols marcados, o primeiro felizardo a balançar as redes em nome do Santos foi Arnaldo Silveira.